FINTECH

Linx adquire PinPag

31/01/2020 15:01

Transação pode chegar a R$ 200 milhões até 2022.

A PinPag oferece parcelamento de vendas. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

A Linx, líder brasileira em software para o varejo, anunciou a aquisição da PinPag, uma empresa de parcelamento de serviços com forte presença em despachantes e autoescolas.

Como a Linx costuma fazer, a compra está sendo feita por R$ 135 milhões à vista e outros R$ 65 milhões a serem pagos pelo atingimento de metas financeiras e operacionais entre 2021 e 2022. O negócio deve sair, portanto, pelo valor total de R$ 200 milhões.

Em 2019, o faturamento bruto da PinPag foi de R$ 68,5 milhões.

A marca representa o grupo empresarial composto pela Esmeralda Serviços Digitais Ltda., Safira Serviços Digitais Ltda., Ametista Serviços Digitais Ltda. e Diamante Serviços Digitais Ltda. 

Fundada em 2006, a empresa conta hoje com 90 funcionários diretos em São Caetano do Sul, São Paulo, e uma filial em Porto Alegre.

Com 17 mil clientes, a solução da PinPag consiste basicamente em oferecer vendas parceladas para o cliente do varejo, pagando o lojista no dia seguinte à compra.

Em nota, Linx afirmou que o movimento fortalece a estratégia de cross selling de produtos e serviços da companhia, além de fortalecer e expandir a atuação de sua fintech Linx Pay Hub.

Criada em outubro de 2018, a fintech da Linx é a galinha dos ovos de ouro da empresa.

A ideia é usar o domínio no campo de software de gestão para varejo no Brasil da Linx (41,3% de market share, segundo o IDC) para alavancar uma nova fonte de receita com potencial para ser um negócio maior do que a empresa é hoje.

A estratégia de compras da Linx nos últimos tempos tem focado nisso.

Em abril do ano passado, a empresa comprou a Hiper, uma startup de soluções de gestão na nuvem para micro e pequenos varejistas.

Já em outubro, adquiriu a Seta Digital, uma empresa paranaense especializada em sistemas de gestão e ponto de venda para o segmento calçadista.

A Linx fez 31 compras desde 2008, mais ou menos uma a cada quatro meses e meio.

As compras incluíram fornecedores de soluções de nicho para varejo de roupa, farmácias, postos de gasolina e players de e-commerce.

A Linx é uma empresa brasileira com 42,2% do mercado de software de gestão para o varejo. 

Com capital aberto na B3 desde 2013, ela também se tornou a primeira empresa brasileira de software com capital aberto na NYSE, em 2019. 

A companhia possui mais de 3,5 mil colaboradores distribuídos entre sua sede em São Paulo, 15 filiais pelo Brasil e cinco países da América.

Veja também

FINTECH
TradeMachine recebe aporte de R$ 2,2 milhões

Com investimento da Energhias, startup pretende triplicar operação.

EDUCAÇÃO
Ironhack tem novo gerente geral

Alexandre Tibechrani substitui Tiago Mesquita, que foi para a Creditas.

SEGURANÇA
Petrobras contrata Marcia Tosta

Ex-Boticário agora é assessora da presidência para assuntos de cibersegurança.

RESULTADOS
ISH fatura R$ 175 milhões, alta de 41%

Em 2020, empresa vai investir pesado no projeto de expansão.

EDUCAÇÃO
São Paulo usará fintech para comprar uniformes

Cerca de 660 mil estudantes receberão R$ 215 para pagar roupas via aplicativo.

FINTECH
Zoop tem novo head de produtos

Empresa tem investido da contratação de profissionais experientes.

STARTUP
Twilio compra Teravoz

Aquisição marca chegada oficial da empresa no Brasil.

EXPANSÃO
GX2 abre filial em Belo Horizonte

Empresa pretende chegar a um faturamento R$ 5,2 milhões em dois anos.

CARTÃO
Ebanx terá conta digital com Visa e Dock

Fintech B2B agora aposta também na relação com consumidor final.

FINTECHS
Visa compra Plaid por US$ 5,3 bilhões

Valor da aquisição é o dobro da última avaliação da startup.