Braços abertos para os alvarás. Foto: Pixabay.

A prefeitura do Rio de Janeiro diminuiu o tempo de emissão de alvarás com a adoção de tecnologia de gestão de conteúdo empresarial (ECM, na sigla em inglês) da Neomind, sediada em Joinville.

O foco foi nas chamadas atividades de baixo risco, estabelecimentos que podem receber um alvará de funcionamento sem necessidade de uma inspeção do corpo de bombeiros, por exemplo.

Esse tipo de licença totaliza 90% dos 50 mil negócios licenciados pela prefeitura. 

Antes, o prazo médio para obter um alvará na cidade era de 54 dias, quase o dobro da média de 25 dos demais países latino americano, de acordo com as medições do ranking Doing Business.

Com o Fusion ECM Suite utilizado como base de gerenciamento de processos, a média caiu para 9 dias, com o contribuinte conseguindo realizar o processo todo online em menos de meia hora em 45% dos casos.

A economia anual é estimada em R$ 640 mil.

É o terceiro projeto entregue pela Neomind para a prefeitura carioca.

A primeira foi em 2007, quando foram automatizados todos os processos da Procuradoria Geral do Município. Em 2014, foi a vez de um sistema de aprovação de eventos.

A Neomind foi fundada há 10 anos por Felipe Bahiense, um ex-profissional da Datasul. Hoje a empresa tem 300 mil usuários em cerca de 400 empresas, incluindo nomes como Hering, Faber Castell, Saint Gobain e Weg.