Valéria Soska.

O Flapper, startup brasileira que funciona como uma espécie de Uber para jatinhos privados, vai usar o Concur, software de gestão de viagens da SAP, para oferecer serviços de controle de despesas para os usuários da plataforma.

Os colaboradores podem fotografar recibos, além de criar e enviar solicitações de reembolso. Os gerentes podem revisar e aprovar solicitações. As novidades estarão disponíveis no primeiro trimestre de 2019.

O Concur preenche ainda automaticamente solicitações de reembolso utilizando recibos eletrônicos de companhias aéreas, hotéis, restaurantes e empresas de transporte terrestre. 

Dados de viagens, despesas, faturas, ERP e cartões de crédito são integrados para produzir uma visualização única e precisa dos gastos.

"Quanto mais fácil ficar a vida do viajante corporativo, mais ele poderá se dedicar às atividades que geram valor para sua empresa", avalia Valéria Soska, diretora geral da SAP Concur Brasil.

A Flapper se define como um “linha aérea boutique”: o cliente cruza vaga disponíveis em voos privados com possíveis clientes.

Também é possível alugar uma aeronave com mais de 20 operadoras com certificados de táxi aéreo.

Até o momento, a Flapper possui rotas entre capitais, São Paulo, Rio de Janeiro,  e as cidades de Búzios e Angra dos Reis. 

O preço médio por assento das viagens varia entre R$ 750, nos trechos entre as capitais e R$ 300/R$ 600 entre o litoral.

O aplicativo foi criado por Arthur Virzin, Iago Labiapari Senefonte, William Oliveira, ex-colaboradores da área de tecnologia da startup  Qiwi Brasil.

O grupo ainda conta com Paul Malicki, CMO da Easy (antiga Easy Taxi), como CEO. O investimento até agora é de R$ 4 milhões. 

A Concur foi comprada pela SAP por US$ 8,3 bilhões em 2014.

No Brasil, a Concur tem mais de 20 contratos fechados desde o início da operação no país, em março de 2017.

Entre os clientes conquistados no período estão Taesa, Grupo Pão de Açúcar e CPFL Energia. 

A equipe da Concur conta com cerca de 50 pessoas. No próximo ano, a ideia é dobrar o time dedicado à solução.