INCLUSÃO

Dell quer mais mulheres na liderança no Brasil

09/04/2020 14:48

Cifra deve chegar a 40% até 2030. Comitê foi criado para liderar iniciativas de diversidade.

Christiano Lucena.

Tamanho da fonte: -A+A

A Dell quer chegar a um total de 40% de mulheres entre seus cargos de liderança no Brasil e uma divisão meio a meio na empresa como um todo até 2030.

É difícil dizer o tamanho do desafio que isso representa, porque a Dell não abre as porcentagens atuais de mulheres, ou qualquer outra informação sobre seus funcionários no país.

(Alguns haverão de lembrar do exemplo da ex-presidente Dilma Rousseff, que não sabia quanto era a meta, mas assegurou que uma vez atingida ela deveria ser dobrada).

Seja como for, é possível supor que trata-se de um avanço significativo a ser feito em promoção de mulheres, uma vez que o prazo para atingir o objetivo é de uma década.

A companhia pretende ampliar as ações de diversidade associadas a negros, LGBTQ+ e pessoas com deficiência, bem como quer intensificar as ações de sustentabilidade, ainda que não tenha divulgado metas chamativas nesse sentido.

Como parte da estratégia para cumprir o objetivo, uma meta global da empresa, a Dell acaba de criar um Comitê de Diversidade e Inclusão no Brasil. 

O comitê trabalha para que, nos próximos dois anos, 100% dos colaboradores sejam impactados anualmente com conteúdo sobre preconceitos inconscientes, discriminação de gênero, assédio, microagressões e privilégios.

A Dell, assim como outras grandes multinacionais de tecnologia instaladas no país, já tinha grupos de funcionários internos.

No caso da Dell, são sete grupos, focados em mulheres, negros, gays, pessoas com deficiência e jovens da geração Y, além de dois grupos sem “público alvo”, focados em meio ambiente e ambiente de trabalho.

“A partir do Comitê, queremos integrar essas diversas atividades, para que juntas elas tenham um impacto ainda maior na sociedade”, ressalta Christiano Lucena, vice-presidente de Soluções para Datacenter e líder do Comitê de Diversidade e Inclusão da Dell Technologies no Brasil.

Entre as principais novidades programadas pelo Comitê está uma pesquisa interna, realizada com todos os colaboradores da Dell Technologies no país, para mapear desafios e oportunidades associados à diversidade e inclusão, criando assim um plano específico de ações para endereçar os temas e acelerar as metas até 2030 no Brasil.

Veja também

CARREIRA
Como cheguei ao cargo de CFO de uma multinacional

Planeje, estude e não deixe que te rotulem por ser mulher.

SÃO PAULO
Google tem evento sobre liderança feminina

Cresça com o Google espera 10 mil pessoas no dia 13 de março.

INCLUSÃO
B2W: metade dos estagiários serão mulheres

Gigante de e-commerce está com 20 vagas abertas para Rio de Janeiro e em São Paulo.

DIVERSIDADE
HerForce: plataforma foca contratação de mulheres

Cerca de metade das cadastradas é da área de tecnologia.

CIÊNCIA DE DADOS
Brasileira é a primeira a receber certificação do Open Group

O selo faz parte de um programa de revisão profissional de meses de duração criado por IBM e Open Group.

PLANOS
Dell mostra sua visão de futuro

Empresa falou no Technologies Summit de onde pretende estar internamente em 10 anos.

EDUCAÇÃO
PUCRS e Poatek oferecem bolsas de TI para mulheres

As inscrições estão abertas até o dia 22 de setembro.

EMPREENDEDORISMO
B2Mamy terá espaço próprio em SP

A aceleradora captou mais de R$ 150 mil em crowdfunding para a viabilização do projeto.

CARREIRA
Brasileira é case no Business Insider

Gabriela de Queiroz criou um grupo sobre R que tem alcance mundial.