TELECOM

Brasil TecPar compra NetSun

09/08/2021 11:59

Nona aquisição do grupo gaúcho neste ano marca a entrada da companhia em São Paulo.

Gustavo Stock, CEO da Brasil TecPar. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Brasil TecPar, grupo gaúcho de empresas do setor de telecomunicações, anunciou a aquisição da NetSun, paulista focada em tecnologia e serviços digitais para o mercado corporativo, marcando a chegada da companhia ao estado de São Paulo.

O valor e os termos da transação não foram revelados.

Fundada em 1997 na cidade de Mogi das Cruzes, São Paulo, a Netsun Tecnologia e Serviços iniciou sua história como um provedor de internet e também oferecia serviços de design e efeitos visuais.

Após três anos de atividade, os proprietários fizeram um estudo e tomaram a decisão de concentrar os esforços da empresa em serviços de conectividade digital, partindo para o segmento de tecnologia e serviços digitais voltados para o mercado corporativo.

Assim, a Netsun desenvolveu competência para entregar soluções de voz, dados e internet por meio de link dedicado via rádio ou via fibra óptica. 

Hoje, a companhia possui uma rede de atendimento em todo o território nacional, oferecendo manutenções preventivas, corretivas e consultorias em Tecnologia da Informação.

Na sua carteira de clientes, estão nomes como Magazine Luiza, JSL, Movida, DHL e Mercado Livre.

“Foi uma boa surpresa encontrar um provedor focado em serviços corporativos com as características da NetSun, melhor ainda foi perceber seu alinhamento com os objetivos da Brasil TecPar”, destaca Gustavo Stock, Chief Executive Officer (CEO) da Brasil TecPar.

Com a venda, a operação da NetSun será co-administrada por representantes do atual sócio e pela Brasil TecPar. A transição se dará de forma gradual nos próximos meses, com foco na manutenção da estabilidade.

Na sequência, a Brasil TecPar agregará novas ofertas de serviços para os atuais clientes da Netsun e deve anunciar aquisições de outros provedores residenciais no estado de São Paulo.

Outros estados, como Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Rio de Janeiro, também estão na mira do projeto nacional de aquisições da compradora.

Esta foi a nona aquisição da Brasil TecPar em 2021, com destaque para o data center construído por Neogrid e Sercompe em Joinville, Santa Catarina, e para a Intnet, operação de internet residencial de fibra óptica do Rio de Janeiro.

De acordo com o site Valor Econômico, o grupo espera terminar 2021 com quase 400 mil clientes, mais de duas vezes e meia o total registrado ao fim do segundo trimestre, que foi de cerca de 150 mil assinantes.

Como outros provedores regionais, a ideia é tirar o máximo de proveito da expansão acelerada do mercado brasileiro de acesso à internet via fibra óptica. Mas sem abandonar as conexões via rádio, que representam cerca de 5% das operações da TecPar.

Segundo a Anatel, o total de conexões à internet baseadas na tecnologia de fibra óptica aumentou em 3,41 milhões de janeiro a junho. Isso se traduziu em três IPOs recentes de provedores na B3, bolsa de valores brasileira.

Para a Brasil TecPar, a abertura de capital “é uma ambição” que, em tese, pode se concretizar até o fim de 2022. Antes disso, o grupo pretende se capitalizar com a entrada de um fundo de investimento no último trimestre deste ano e já contratou um assessor financeiro para viabilizar a operação. 

Fundada em 1995, a Brasil TecPar começou como GPSNet, uma provedora de acesso discado à internet, e hoje possui empresas que atuam em verticais de negócio para as demandas dos mercados residencial, corporativo, governo, provedores de internet e instituições com sistemas críticos.

Veja também

DE GRÃO
Unifique compra mais duas

Em grão, se consolida o mercado de provedores de acesso à internet brasileiro.

MANEIRO
MetrôRio melhora cobertura de celular

Comba Telecom está implementando um sistema de antenas distribuídas em todo o metrô carioca.

ERP
Omie recebe aporte de R$ 580 mi

Rodada série C foi liderada pelo SoftBank com participação de outros seis investidores.

REGIONAIS
Desktop compra Starnet por R$ 51,5 milhões

Com receita de R$ 30 milhões, a provedora de fibra óptica atende a região de Atibaia, em São Paulo.

TELECOM
Brisanet levanta R$ 1,25 bi na B3

Cearense é o segundo provedor regional a fazer uma oferta pública na bolsa brasileira.

OUTSOURCING
Ex-Americanet assume comercial na Arklok

Com 15 anos de carreira, Renan Torres é o novo diretor nacional de vendas da companhia.