As Cool Vendors são consideradas inovadoras pelo Gartner. Foto: Pressmaster/Shutterstock.

O Gartner divulgou a lista de empresas consideradas Cool Vendors de 2015 no Brasil. As selecionadas são ContaAzul, InPulse, Intelie, Prime Systems e Sikur.

A listagem indica, anualmente, os fornecedores de soluções considerados pelo Gartner como interessantes e inovadores por seus produtos e serviços.

A ContaAzul, de Joinville, é especializada em sistema de gestão online para micro e pequenas empresas. Fundada em 2011, a companhia conta com mais de 400 mil empresas entre as usuárias de sua solução.

Em fevereiro, a empresa recebeu um aporte na faixa dos R$ 20 milhões da Tiger Global. Esse foi  o quinto investimento recebido pela companhia brasileira.

A InPulse é de Florianópolis e desenvolve soluções para diagnóstico e tratamento para a área veterinária. A empresa é responsável pelo InCardio for Vets, um eletrocardiógrafo portátil sem fio de 12 derivações para uso veterinário.

Além do equipamento, o sistema acompanha um software para monitoração, aquisição e análise do traçado; e um módulo de telemedicina para envio dos exames e recebimento dos laudos elaborados por cardiologistas.

Fundada em 2008, a Intelie é responsável pela Intelie Live, focada em análise de dados para atender empresas dos segmentos de e-commerce, finanças, seguros, varejo e telecom. 

Em 2013, recebeu um aporte de R$ 1,7 milhão da Totvs, quando foi selecionada entre os mais de 1 mil participantes do concurso Totvs Start it up. A empresa tem filiais em São Paulo e no Rio de Janeiro. Entre os clientes da Intelie estão Globo.com, Walmart, Oi e Dell.

A Prime Systems, que faz parte do grupo Seculus, é especializada no desenvolvimento de soluções de mobilidade. Com escritórios em Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre, a empresa possui hoje cerca de 55 mil usuários móveis em 250 clientes diretos.

Com unidades em São Paulo, Miami e Dubai, a Sikur desenvolve uma plataforma de rede privada para empresas, com recursos avançados de segurança e criptografia, que podem rodar em ambiente de nuvem privada ou pública, usando data centers da AWS e Azure.

No final de 2014, a empresa forneceu uma solução para cerca de 10 mil agentes de inteligência ligados à Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). 

O plano para 2014 era faturar cerca de US$ 3 milhões no mercado internacional. Para o mercado nacional, a Sikur mirava um faturamento de aproximadamente R$ 20 milhões.