Renato Lovisi, CEO da Itvisor. Foto: Divulgação.

As empresas ​​DiferenTI, InfraTI, N&DC e Vortex TI se tornaram sócias para criar uma nova companhia focada em tecnologia para saúde. A Itvisor  chega ao mercado como uma integradora de soluções para eficiência, qualidade e colaboração no segmento hospitalar.

Com o encontro das quatro empresas, a Itvisor tem um total de 10 sócios: Alexandre De Rosis (Vortex TI), Ricardo Perazzolo (Vortex TI), Renato Lovisi (N&DC), Rene Rodrigues (N&DC), Luciano Faria (N&DC), Bruno Almeida (DiferenTI), Luiz Gustavo Souza (DiferenTI), Mauro Sato (DiferenTI), Augusto Bueno (InfraTI) e Fernando Nachtigall (InfraTI).

A união das quatro empresas busca aproveitar a sinergia e experiência de mercado, além da disposição geográfica completar de cada uma, para atender a clientes no Brasil inteiro. 

A DiferenTI, por exemplo, é focada no atendimento das regiões norte e nordeste com soluções de virtualização e colaboração, enquanto a InfraTI atende a região sul nas áreas de colaboração, infraestrutura de redes, segurança e data center. Entre os clientes da InfraTI estão Paquetá, Univates, Banrisul e Getnet.

Já N&DC tem presença na região sudeste, com foco em soluções e serviços, e tem clientes como B3, Crefisa, São Cristóvão Saúde e Hospital Israelita Albert Einstein. A Vortex TI atua em todo o Brasil com soluções de data center, atendendo a nomes como Totvs, Banco Safra e Centauro.

“Com toda essa abrangência, era hora de montar algo novo para o segmento de saúde, ou seja, uma empresa capaz de entender e atender os gestores do setor em sua jornada digital, provendo serviços e soluções relevantes com agilidade e precisão rumo à excelência”, afirma Renato Lovisi, CEO da Itvisor.

Inicialmente, a empresa irá oferecer as soluções Brain, desenvolvida pelo CPqD; Heart, da Dpi e Eyes (Go Wireless e Open Labs).

“A transformação digital na saúde requer novas capacidades de dados para que seja possível garantir a segurança das operações e a melhor experiência dos usuários. Trata-se de um setor que exige a melhor análise de qualidade, eficiência e variação regional”, afirma Renato Lovisi, CEO da Itvisor.

A Brain é focada na gestão de desperdícios e perdas, utilizando machine learning e inteligência artificial.

Já a Heart busca a melhoria e gestão de qualidade dos hospitais, clínicas e operadoras de saúde através de uma ferramenta de monitoramento e análise preditiva sobre risco de longa permanência hospitalar, reinternação e óbito.

Baseada em nuvem, a Eyes tem o objetivo de simplificar o uso da telemedicina aumentando a colaboração entre médicos e médico-paciente.

“Os produtos e serviços foram definidos após a Itvisor entender os principais gargalos do setor para endereçarmos as soluções correspondentes após muitas visitas e validações de ideias com os clientes da DiferenTI, a InfraTI, N&DC e Vortex individualmente”, afirma Eduardo Santana, Business Health Consultant da Itvisor.

Hoje, já há clientes trabalhando com a Itvisor. Todos vêm de projetos anteriores com as empresas envolvidas na nova companhia.

“Contaremos com a atuação das quatro companhias para projetos que exijam atualizações na infraestrutura do cliente ou migração para nuvem”, detalha Lovisi. 

A empresa de tecnologia para saúde espera atender a pelo menos 25 clientes no primeiro ano de atuação.