A Unicamp terá um Centro de Pesquisas Fotovoltaicas. Foto: Divulgação.

A BYD, gigante global especializada em energia limpa e maior fabricante de baterias e veículos elétricos do mundo, assinou uma carta de cooperação com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), firmando um compromisso de repasse de mais de R$ 5 milhões até 2020 para a fundação de um Centro de Pesquisas Fotovoltaicas.

“A BYD tem cerca de 20 mil engenheiros pesquisadores em seu corpo de funcionários ao redor do globo, foi eleita pela revista Fortune como uma das 15 empresas que estão mudando o mundo e sabe da importância da pesquisa. Não é a toa que a companhia está entre as líderes globais de tecnologia. Investir em um desenvolvimento local é muito importante”, diz Stella Li,vice- presidente mundial da BYD. 

A empresa inaugurou em abril deste ano uma fábrica de painéis solares em Campinas.

O convênio visa estabelecer cooperação entre BYD e Unicamp em atividades de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico. 

“Para a Unicamp é uma satisfação estabelecer as bases de uma parceria que promete ser muito frutífera com a BYD. A empresa escolheu Campinas para sua instalação no Brasil, e estamos convictos que a Unicamp será um parceiro importante na pesquisa e desenvolvimento na área de fotovoltaicos”, reforça Marcelo Knobel, reitor da Unicamp.

O investimento da BYD é uma contrapartida do PADIS (Programa de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Indústria de Semicondutores e Displays, do governo federal). 

O aporte será feito anualmente e de forma gradual, sempre em função do faturamento em Pesquisa e Desenvolvimento. Em 2017 e 2018, o percentual é de 4%, e em 2019 e 2020 chega a 5% do faturamento líquido no mercado interno. 

A BYD foi fundada em 1995 com foco na fabricação de baterias recarregáveis, sistemas de armazenamento de energia, ônibus e caminhões elétricos. A BYD também atua como fabricante de automóveis elétricos e híbridos plug-in. 

A empresa está presente em 200 cidades de 50 países e têm entre seus sócios o americano Warren Buffet. 

Com mais de 200 mil funcionários distribuídos em 33 fábricas ao redor do globo (sendo 20 mil engenheiros pesquisadores), a chinesa BYD é a segunda maior produtora de componentes para celulares, tablets e laptops no mundo. 

No Brasil, abriu sua primeira fábrica em Campinas, interior de São Paulo, em 2015, para produção de ônibus elétricos e comercialização de veículos e empilhadeiras. A companhia inaugurou sua segunda unidade, para produção de módulos fotovoltaicos, em abril de 2017.