Os equipamentos do cabo Monet, que ligará EUA e Brasil, serão alocados pela Equinix. Foto: Divulgação.

A Angola Cables, multinacional angolana de Telecom, escolheu a Equinix, empresa global de interconexão e data center, para receber os equipamentos do cabo Monet, que ligará Estados Unidos e Brasil. 

A fibra chegará por Fortaleza, será ligada à Praia Grande e, de lá, para Santana do Parnaíba, onde ocorrerá a distribuição do tráfego pela América do Sul. 

O cabo Monet tem a empresa angolana como uma das investidoras, contando ainda com o Google, a Antel (Uruguai) e a Algar Telecom (Brasil). 

Sua rota será de mais de 10 mil quilômetros e capacidade de comunicação de pelo menos 60 Tbps, em seis pares de fibra — sendo dois da Angola Cables. 

A construção - financiada pelas quatro empresas que formam o consórcio - ficou à cargo da TE Subcom (divisão de cabos submarinos da Tyco Electronics).

O Monet estará conectado aos data centers IBX+ SP3 da Equinix Brasil e aos IBXs+ MI1 e MI3 na Equinix EUA.