Marco Antônio Silva e Silva.

A GFT vai montar um time de 50 consultores para a sua operação SalesForce lançada no final do ano passado.

As posições são em diferentes níveis para posições de desenvolvedores, analistas funcionais e arquitetos, baseados na sede da empresa, em São Paulo.

Um terço dos contratados será composta por profissionais experientes na tecnologia.

Outro terço será de profissionais interessados em migrar de carreira, aos quais será oferecido um treinamento. Esse grupo não precisa ser necessariamente de TI. O terço final será de estagiários.

"O que notamos no segmento de Salesforce é que há a carência de profissionais especializados e engajados com os projetos de clientes. Por isso, estabelecemos esse modelo, dividido em programas, para as contratações”, explica Marco Santos, presidente da GFT para a América Latina. 

Recentemente, o Linkedin divulgou um levantamento dos profissionais em alta no Brasil.

Uma das 15 posições listadas, entre elas, na décima terceira posição, desenvolvedores Salesforce.

O relatório foi feito com base em dados de usuários do LinkedIn com perfil público que tenham ocupado uma ou mais posições em tempo integral no Brasil nos últimos cinco anos. 

A partir de uma análise dessas informações, identifica-se o grupo de profissões que mais se movimentaram no período e aplica-se, a cada uma delas, uma fórmula que inclui o número de contratações e a taxa de crescimento anual entre 2015 e 2019 para mapear as que tiveram maior expansão.

Com 50 contratações em um mercado aquecido, a GFT pode estar se transformando numa rapidamente em um player médio na área de consultorias especializadas em Salesforce no país.

A unidade é liderada por Marco Antônio Silva e Silva.

Nos últimos 18 anos, Silva atuou com sistemas de CRM e canais de relacionamento com clientes, passando por empresas como Avanxo Brasil e SulAmérica, além da Plusoft, uma grande fornecedora brasileira desse tipo de software.

A SalesForce vem reforçando sua presença no país desde 2013, quando abriu um escritório local. 

No entanto, a empresa quase não abre informações sobre o tamanho da sua operação no Brasil, como, por exemplo, quantos funcionários ou clientes tem no país, ou quantos canais operam nesse mercado.

Números revelados em agosto de 2015 apontavam 200 funcionários e 2 mil clientes no país.

A GFT abriu sua operação no Brasil em 2006 em Sorocaba, no interior paulista, com objetivo de ser um centro de desenvolvimento offshore.

A partir de 2011, a empresa  passou a focar mais no mercado local (foi um movimento comum de muitas empresas com centros de off shore), decolando no país desde então: o faturamento cresceu 15 vezes no período e hoje dois terços são oriundos do Brasil.

Em 2016, a empresa registrou um aumento de 157% em seu faturamento no Brasil, a maior alta entre as unidades do grupo no mundo. 

Fundada em 1987, a GFT conta com uma equipe global de aproximadamente 5 mil colaboradores na Europa, América do Norte e América do Sul. 

COMO PARTICIPAR

Os CVs deverão ser enviados para o time de Talent Aquisition TA.Team.Brazil@gft.com com o título "Carreira Salesforce".