MENSAGENS

Zenvia une operações com D1

25/03/2021 17:29

Contrato foi firmado nesta quinta-feira, 25. União deve ser concluída até o final do segundo trimestre.

Cassio Bobsin, CEO da Zenvia. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Zenvia, companhia gaúcha de plataforma de comunicação e serviços móveis, anunciou a união de suas operações com a D1, paulista com solução que funciona como uma agregadora de mensagens e orquestração multicanal.

O contrato foi firmado nesta quinta-feira, 25, e está sujeito ao cumprimento das condições precedentes estabelecidas pelas marcas, que não foram detalhadas. A expectativa é concluir a união até o final do segundo trimestre.

Com o acordo, Fernando Wosniak Steler continua como CEO da D1 e passa a compor o conselho de administração da Zenvia, além de virar acionista do grupo ao lado de Cassio Bobsin, fundador e CEO da companhia. 

O Inovabra Ventures, braço de venture capital do Bradesco, que realizou um investimento série A na D1, continua como acionista na nova empreitada, ao lado da Oria Capital, investidora da Zenvia.

Juntas, a Zenvia e a D1 somam faturamento de cerca de R$ 500 milhões.

Com 17 anos de atuação, a Zenvia iniciou com sistemas baseados em SMS, mercado que passou a liderar em nível nacional em 2011.

Nos anos seguintes, com a tecnologia de SMS sofrendo assédio de novas formas de comunicação por dispositivos móveis, a companhia foi se reposicionando para ter uma oferta mais completa em diferentes plataformas.

Hoje, a companhia possui soluções de comunicação em canais como WhatsApp, SMS e voz integradas e automatizadas com os processos e sistemas de gestão das empresas. Ela atende a mais de 9 mil clientes de todos os portes e segmentos na América Latina.

Em julho de 2020, a Zenvia adquiriu a startup argentina Sirena, que oferece comunicação para equipes de vendas por WhatsApp. Já em novembro, expandiu suas operações para o México, com o objetivo de levar ao país ofertas já consolidadas no mercado brasileiro.

A D1, por sua vez, foi fundada em 2012 com a proposta de utilizar inteligência artificial para entregar a mensagem certa, no melhor momento, no canal preferido pelo cliente. A empresa conta com mais de 100 clientes, entre eles Itaú, Bradesco, Santander, Via Varejo, Porto Seguro, Marisa e OdontoPrev. 

Só em 2020, a startup cresceu 287% em comparação com o ano anterior e, em outubro do ano passado, a adquiriu a Smarkio, especializada em automação do atendimento ao cliente com uso de inteligência artificial.

Com o novo acordo, a Zenvia pretende adicionar tecnologias relevantes à sua plataforma, com a adição de novos clientes grandes, além de tecnologias complementares, o que permitirá o aumento de oportunidades de vendas cruzadas.

“Damos um passo importante em nossa estratégia ao nos consolidarmos como plataforma unificada de comunicação para experiência do cliente, oferecendo uma atuação ponta-a-ponta, desde as soluções até os canais de comunicação”, afirma Cassio Bobsin, CEO da Zenvia.

Já a D1 aposta na aceleração do seu crescimento na combinação com a plataforma e a base de clientes da Zenvia. 

“Juntos, já nos tornamos a maior plataforma de comunicação para experiência do cliente na América Latina. Estamos motivados em saber que ainda existe muito espaço para crescer”, destaca Fernando Wosniak Steler, fundador e CEO da D1.

Tanto Steler quanto Bobsin são Empreendedores Endeavor selecionados internacionalmente e fazem parte da rede global de empreendedorismo. Segundo eles, esta é a primeira vez que duas empresas apoiadas pela instituição se juntam para constuir algo maior.

Veja também

NOMES
Um Valley para chamar de seu

Região Sul desponta no mercado de startups brasileiro, com quatro possíveis unicórnios.

E-COMMERCE
Anton, ex-Linx, assume engenharia na Loja Integrada

Executivo vem de uma experiência focada em tecnologia no varejo.

ECOSSISTEMA
Federasul, a nova entidade de tecnologia?

Novo presidente da tradicional associação foca em startups e transformação digital.

PESSOAS
CHO: surge o C da felicidade corporativa

No ano da pandemia e do home office, o bem-estar emocional dos funcionários tem ganhado prioridade.

CAMPUS
Agibank transfere sede para São Paulo

Fintech aposta em nova base em Campinas. Parte da operação segue em Porto Alegre.

PRAZOS
iFood e Loggi: todo mundo em casa até junho de 2021

Unicórnios se comprometeram a manter os funcionários em casa por um período maior.

VELHO NORMAL
Serpro: 100% de volta até dezembro

Estatal de TI começou o retorno de 10 mil funcionários para os escritórios.

ECOSSISTEMA
Pivotar quer aproximar empresas e startups

Empresa foi fundada por George Wieck, advogado atuante no setor de inovação.

NOVO NORMAL
JP Morgan: home office foi ruim

Vantagens de trabalhar em casa pareciam uma unanimidade até agora.

CAPACITAÇÃO
Lançamento do +PraTI é hoje

Evento digital apresenta iniciativa de formação da TI gaúcha.