A E-manager foi selecionada para selecionar o Brasil entre cerca de 50 ideias inscritas. Foto: Divulgação.

A startup E-Manager foi a escolhida para representar o Brasil no espaço de startups focadas em resolver problemas relacionados a energia ou água no evento Smart City Expo, que acontece em novembro na Espanha.

A empresa foi a selecionada entre cerca de 50 ideias inscritas e após 6 meses de aceleração no Núcleo de Aceleração da Estácio (NAVE). A participação faz parte do desafio Negawatt, lançado pelo Banco Mundial em 4 países (Brasil, Tanzânia, Gana e Quênia).

O objetivo da E-Manager é ajudar as pequenas e médias empresas a economizarem energia. A empresa fez um protótipo que é um medidor que se adapta a qualquer quadro elétrico e envia o consumo de cada setor ou equipamento da empresa para uma plataforma que pode ser acompanhada online. 

Além do acompanhamento do consumo, os clientes recebem alertas caso algum equipamento ou setor esteja consumindo energia elétrica além do normal, indicando erros e apresentando soluções para diminuir o consumo ou até a viabilidade econômica da troca do equipamento.

A startup está validando as funcionalidades do hardware e software, mas já conta com alguns clientes. Até 2016, a E-Manager planeja produzir e vender seu medidor em larga escala. A empresa acreditar ter um potencial de mercado de 9 milhões de PMEs em que a conta de luz representa de 20% a 30% dos gastos mensais.

O Smart City Expo é um congresso Mundial que tem objetivo fomentar soluções para cidades inteligentes. Nele serão abordados questões de sustentabilidade, inovação e negócios. O congresso terá várias palestras e workshops sobre os temas e contará com a presença de governantes para ouvir e poder aplicar as soluções nas suas cidades. 

Além da E-Manger, uma startup de cada um dos outros três países participantes do desafio Negawatt irão apresentar seus projetos.