José Formoso, CEO da Embratel. Foto: Divulgação.

A Embratel Star One, a maior operadora de satélites do Brasil e da América Latina, anuncia a construção do seu décimo segundo satélite. O Star One D2, o maior já fabricado pela empresa, deverá ser lançado ao final de 2019. 

De acordo com a empresa, até outubro deste ano serão anunciados os fornecedores internacionais contratados para sua fabricação e lançamento.

O Star One D2 terá Banda Ka para atender às demandas de backhaul de telefonia celular. Também será equipado com as bandas C e Ku, complementando as ofertas de capacidade para demandas de dados, vídeo e internet de clientes corporativos, além de ampliar as redes de backhaul celular existentes em Banda Ku.

“Estamos muito felizes com o anúncio desse novo satélite de nossa frota e com a expansão constante da Embratel Star One”, afirma José Formoso, CEO da Embratel.

O Star One D2 terá uma potência estimada de 19.280 KW, e massa de lançamento estimada em 7 toneladas. O satélite será construído para ter uma vida útil de mais de 15 anos.e terá 28 transponders (receptores e transmissores de sinais) em Banda C, 24 transponders em Banda Ku e 20 Gbps de capacidade em Banda Ka.

A novidade será o segundo satélite da frota de quarta geração, denominada família D. 

O novo satélite será controlado do centro de operações de satélites localizado em Guaratiba (Rio de Janeiro).