STARTUPS

StartSe compra CapTable

11/02/2022 16:36

Em novembro, a empresa recebeu um aporte de R$ 75 mi do fundo Pátria Investimentos.

Junior Borneli, CEO e fundador da StartSe. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A StartSe, empresa de educação focada no ecossistema de tecnologia, anunciou a aquisição da CapTable, plataforma especializada na captação de recursos para startups.

O valor do novo investimento não foi revelado, mas faz a StartSe assumir o controle da plataforma, da qual já possuía uma participação de 40% desde maio de 2021.

Em operação desde 2019, a CapTable seleciona startups e possibilita que investidores pessoa física, fundos de investimento e corporações possam aportar nesses negócios. 

Através da plataforma, mais de 5,6 mil investidores já aportaram mais de R$ 65 milhões em empresas como Alterbank, Trashin, Livima, Play2Sell, Umbler, Hiperdados e Eirene Solutions, Zletric, Finansystech e Payfy, entre outras.

Em 2021, a ferramenta foi a líder no Brasil em volume de recursos captados via crowd equity, levantando R$ 49,56 milhões para 29 startups brasileiras, o que representa 39,84% do total levantado por todas as plataformas do tipo. 

“O mercado de venture capital está mais aquecido do que nunca, já tendo superado os investimentos de private equity aqui no país. Temos presenciado recordes sucessivos e, não à toa, temos hoje uma série de empresas de tecnologia listadas na Bolsa”, destaca Junior Borneli, CEO e fundador da StartSe.

O valor investido pela StartSe vem do aporte de R$ 75 milhões recebido pela companhia em novembro, através do fundo Pátria Investimentos.

“Essa aquisição demonstra o apetite do Pátria Investimentos para esse mercado, além de fortalecer sua presença como um investidor de empresas da nova economia. Assim, passaremos a acompanhar de perto o pipeline de startups que passam pela plataforma”, explica Gil Karsten, sócio e diretor de private equity do Pátria Investimentos.

Segundo Karsten, a proximidade com a CapTable também traz um potencial estratégico para as demais investidas do Pátria Investimentos, possibilitando que as soluções desenvolvidas pelas startups sejam utilizadas nas operações delas.

Com o novo aporte, a investida deve desenvolver tecnologia proprietária de forma mais intensa para acelerar as conexões entre investidores e startups.

Caso a atualização da Norma 588 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) seja aprovada, a CapTable também deve lançar uma captação de investimentos para si mesma, de forma pulverizada.

Veja também

VIDA
99Pay: dinheiro entra, mas nunca mais sai

Cliente enfrenta um labirinto de situações paradoxais com a carteira digital.

AÇÃO
Astella tem ação focada em RH

Fundo traz Ana Rezende, ex-RD Station, para desenvolver lideranças em startups.

E-COMMERCE
Quality compra ACCT da Cadastra

ACCT é uma grande parceira da VTEX. Quality pagou R$ 66 milhões.

RH
Gupy compra Kenoby

Aquisição da principal concorrente vem logo após o aporte de R$ 500 milhões.

BRASIL
Luciana Pinheiro assume Citrix oficialmente

A executiva estava no comando da empresa de forma interina há cerca de um mês.

SITES
Mendes assume Wix no Brasil

Executivo passou por Loja Integrada, Google, Shopify e GoDaddy.