EM ALTA

Unico levanta US$ 100 milhões

13/04/2022 15:08

A ID tech agora é a segunda empresa de SaaS mais valiosa da América Latina.

Diego Martins, fundador e CEO da Unico. Foto: Reinaldo Canato/divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Unico, player de destaque em biometria facial e assinatura digital, acaba de receber um aporte de US$ 100 milhões (cerca de R$ 467 milhões) em rodada série D liderada pela Goldman Sachs Asset Management.

De acordo com o site Brazil Journal, a rodada avalia a scale-up em US$ 2,6 bilhões, transformando-a na segunda maior empresa de software as a service da América Latina em valuation — atrás apenas da Totvs, que vale US$ 4,6 bilhões na B3.

Em atuação desde 2007, a Unico é a líder no país em tecnologia de biometria facial, ou, para usar o jargão, em “ID tech”, com projetos de reconhecimento facial implementados nos maiores bancos, varejistas, fintechs, e-commerces e indústrias do Brasil.

Em setembro de 2020, quando ainda se chamava Acesso Digital, a companhia levantou um aporte de R$ 580 milhões em rodada série B liderada pelo Softbank e pela General Atlantic. 

A rodada série C veio em agosto de 2021, quando os dois investiram mais US$ 120 milhões na empresa, dando a ela o status de unicórnio com o valor de mercado de US$ 1,1 bilhão.

Segundo Diego Martins, cofundador e CEO da Unico, a ID tech ainda tem em caixa 80% dos recursos que captou nos últimos três rounds, mas decidiu fazer a capitalização para ter um investidor com a credibilidade e os acessos da Goldman — com a qual já conversava há mais de três anos.

Com o novo aporte, a companhia pretende fazer M&As com um viés de internacionalização. A previsão é entrar no México e Colômbia ainda este ano, caminho que está sendo provocado por clientes que têm operação naqueles países, como é o caso do Mercado Livre e do Santander.

Além disso, a empresa deve escalar dois produtos que lançou este ano. Um deles permite a assinatura digital com validação biométrica, que cria uma camada adicional de segurança, e o outro é um token biométrico que substitui a senha em situações como uma transferência de valor alto ou na troca do device.

A ideia é acelerar o crescimento no Brasil com foco em setores intensivos em check-ins e check-outs e que ainda dependem muito de processos em papel, como saúde, hotelaria e locadoras de automóveis.

Veja também

HR TECHS
Sólides compra Tangerino

Essa é a primeira aquisição da empresa, que recebeu um aporte de R$ 530 mi em fevereiro.

AQUISIÇÃO
MadeiraMadeira compra IguanaFix no Brasil

A plataforma argentina faz o intermédio de serviços para casa, principalmente montagem de móveis. 

CAPTAÇÃO
Oria Capital capta US$ 100 mi em fundo

É o quarto fundo da Oria, que já investiu em startups como Zenvia e Gupy. 

INOVAÇÃO
Petrobras adota solução da Aevo

Capixaba é a primeira empresa contratada no Brasil por meio do Marco Legal das Startups.

REDES
Lumu abre operação no Brasil

Mais um player de cibersegurança chega no país, que parece a terra prometida do segmento.

AUTOMOTIVO
Octa recebe investimento de R$ 8 milhões

Startup criou uma plataforma para centros de desmonte veicular (o antigo ferro velho).