Novos donos para os data centes da Oi? Foto: DIvulgação.

A Piemonte Holding, dona do Elea Digital, que opera um dos maiores data centers do Brasil, pode levar os cinco centros de dados Oi, por R$ 425 milhões.

A Oi aceitou a proposta, mas ela ainda está pendente de aprovação pela assembleia de credores da operadora, que está em recuperação judicial.

A Elea Digital é uma empresa do banco de investimento Piemonte Holding, que vem colocando fichas na área de data center.

Em 2019, a Piemonte se associou com o dono do GBT, data center sediado em Brasília que é focado no setor financeiro, no qual tem clientes como Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

No começo do ano, o banco de investimentos anunciou que investiria R$ 100 milhões na construção de um novo data center no Ceará, de olho nas boas conexões do estado com cabos transatlânticos.

Os cinco novos data centers que poderão passar a fazer parte do conglomerado da Elea Digital estão localizados em Curitiba, Porto Alegre, São Paulo e Brasília, com duas unidades. 

Em outubro do ano passado, o diretor de Operações da Oi, Rodrigo Abreu, disse durante uma apresentação na Futurecom que a operadora venderia "pelo menos uma dezena de data centers no Brasil".

O anúncio foi precedido pelo fechamento de um contrato com a Oracle meses antes, com o qual a Oi passou a rodar nos seus data centers a solução de nuvem privada da multinacional americana.

Descrito pelas duas empresas como um “acordo inédito no mundo”, o projeto seria uma das maiores migrações de sistemas já realizadas na América Latina.

Pode ser que a Oi colocou a solução da Oracle na infraestrutura de data center que pretende manter para suas próprias operações e agora vendeu o resto.

Já para a Elea, a compra é um passo importante, que torna a organização uma holding com ativo total de mais de R$ 1 bilhão, afirma a Piamonte em nota. 

É uma dessas informações que é um pouco difícil de entender, uma vez que ninguém divulgou qual é o ativo total da Elea antes da compra.

“Uma aquisição decisiva para a Elea Digital. Nosso projeto de criação de uma federação líder em data centers no país está cada vez mais forte. A solidez da holding vem de uma estratégia dedicada a infraestrutura digital, segurança e a gestão cautelosa do cash flow relevante que estes ativos podem gerar”, afirma Alessandro Lombardi, CEO da Piemonte Holding.