Vinícius Marques, CEO da EasyJur. Foto: divulgação

Tamanho da fonte: -A+A

A Eletrosom, rede brasileira de varejo, adotou a solução da EasyJur, companhia especializada em gestão de processos jurídicos. 

Antes da implementação, a Eletrosom tinha uma base de dados com 30 mil processos jurídicos e administrativos na empresa, administrada de forma manual. 

“Tínhamos toda a burocracia com planilhas e controles manuais. Hoje, possuímos uma solução única com inteligência de negócios e de dados”, afirma Gesmar Honório, gerente executivo jurídico e pessoal da Eletrosom.

O novo sistema de gestão apoia um time de 50 profissionais do departamento jurídico e auxilia no acompanhamento de prazos do escritório, audiências e em outras demandas da área, além da estrutura organizacional e plataforma em nuvem.  

“Trata-se de uma plataforma que apresenta metodologias ágeis, customizáveis e de fácil acesso. Isso ajudou muito no dia a dia dos colaboradores, na tomada de decisões embasada em informações mais concretas”, complementa Honório.

Fundada em 1982, a Eletrosom possui cerca de 220 lojas espalhadas em cinco estados e no Distrito Federal e 2,5 mil colaboradores. 

A EasyJur foi fundada em 2016 e já apoiou mais de 60 mil advogados, com propostas de metodologia ágil, legal analytics e financeiro completo. 

A empresa possui cerca de 20 colaboradores e tem convênio com a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Em 2018, a legaltech foi acelerada pela Darwin Startups e, em 2019, figurou no Ranking 100 Open Startups.