Baguete
InícioNotícias> DB1 investe em gamificação

Tamanho da fonte:-A+A

DESENVOLVIMENTO

DB1 investe em gamificação

Maurício Renner
// segunda, 18/09/2017 09:13

A DB1 Global Software, desenvolvedora de software sediada em Maringá, no Paraná, criou um sistema de incentivo à capacitação dos seus 120 desenvolvedores baseado em práticas de gamificação. 

Cassio Serea.

A inspiração foi buscada nos escoteiros, que usam distintivos de acordo com as especialidades adquiridas como exemplo e fonte de inspiração.

No caso do programa da DB1, batizado de Mestre dos Códigos, o objetivo é incentivar desenvolvedores de software a aprimorar o aprendizado técnico.

Lançado em maio, o game Mestre dos Códigos tem inspiração na era medieval e oferece um conjunto de atividades práticas em desenvolvimento de software que atestam os níveis de conhecimento dos colaboradores da DB1 nas linguagens .Net, Arquitetura de Software, Java, JavaScript, PHP, SQL e Delphi, chamados Territórios. 

Para conquistar cada território, o desenvolvedor precisa realizar 15 atividades e tê-las aprovadas por um comitê técnico.

A primeira tarefa concluída com sucesso dá direito ao cordão de crachá do jogo, que diferencia o colaborador dentro da empresa.

A partir daí o participante conquista um novo nível a cada 5 (cinco) atividades completadas e aprovadas para receber as insígnias de Escudeiro (ao realizar 5 atividades), de Cavaleiro (ao realizar 10 atividades) ou de Mestre (completando as 15 atividades).

“O caminho a ser trilhado pelo desenvolvedor dentro dos territórios técnicos demonstra o interesse e a busca de maior aprendizado técnico, e consequentemente, um crescimento dentro da empresa e da área em que atuam”, explica Natália Kawatoko, gerente de RH da DB1 Global Software.

Em quatro meses em funcionamento, o Mestre dos Códigos já recebeu 69 inscrições, incluindo inclusive colaboradores de outras áreas se interessaram em aprender mais sobre desenvolvimento de software. No total, a empresa tem 250 colaboradores.

"O modelo de gameficação estimula até mesmo quem não está mais em uma área técnica. Mais do que ter o reconhecimento, o legal do projeto é servir de referência para os mais novos, que podem facilmente identificar quem na empresa é referência em determinado assunto", afirma Cassio Serea, diretor de Shared Services e CFO, que já recebeu o cordão por ter concluído sua primeira tarefa.

A DB1 é uma da dezena de empresas no país a ser certificada MPS.BR no nível A de maturidade, o mais alto do sistema de qualidade de software brasileiro, e tem também o selo CMMI nível 3.

A companhia figura ainda  há oito anos consecutivos entre as melhores empresas para se trabalhar da Great Place to Work.

No final de 2015 a DB1 se tornou uma companhia S.A. A lista de clientes da empresa  inclui organizações como Cooperativa Agrária, Aldo, Cocamar e Banco BMG.

A DB1 fechou 2016 com faturamento de R$ 20 milhões, um crescimento de 19% na comparação com 2015. A meta para esse ano é 23%.

Maurício Renner