Bill McDermott, novo CEO da ServiceNow. Foto: Divulgação.

Bill McDermott, que deixou a SAP neste mês após nove anos à frente da empresa, vai assumir no final de 2019 o cargo de CEO da ServiceNow. 

A empresa, tradicionalmente conhecida por sistemas de gerenciamento de TI (ITSM, na sigla em inglês), também atua hoje com uma plataforma para gestão de serviços de departamentos como recursos humanos, segurança e atendimento ao cliente.

“A ServiceNow é uma das empresas de inovação e crescimento mais empolgantes do mundo. A empresa possui uma plataforma transformacional, um time imensamente talentoso e um potencial ilimitado. Fred Luddy [fundador da ServiceNow] nos deu uma base duradoura sobre a qual construir o futuro brilhante da empresa. Considero uma honra pessoal suceder a John e ajudar a levar o orgulhoso legado da ServiceNow para o próximo capítulo. Estou empolgado e mal posso esperar para começar", declara McDermott.

McDermott vai substituir John Donahoe, que está deixando a ServiceNow para se tornar presidente e CEO da Nike em janeiro de 2020. 

Donahoe permanecerá como CEO da ServiceNow durante o período de transição e manterá seu assento no Conselho de Administração da empresa pelo restante de seu mandato atual, que termina em junho de 2020.

"O conselho da ServiceNow está entusiasmado pelo ingresso de Bill McDermott na empresa. Sua experiência global e histórico comprovado proporcionarão uma transição suave e uma forte liderança contínua. Bill aprimorará ainda mais a dinâmica e a reputação da ServiceNow como líder em fluxos de trabalho digitais comprometidos com o sucesso do cliente”, diz Jeff Miller, líder do conselho de administração da ServiceNow.

Fundada em 2004, a ServiceNow fechou o ano de 2017 com faturamento de US$ 2,6 bilhões, um crescimento de 36% em relação a receita do ano anterior.

O TechCrunch destaca que o perfil da empresa é bem diferente da SAP, que está no mercado desde 1972 como uma empresa tradicional de software on-premise. A ServiceNow foi fundada já como como uma companhia de software como serviço, atuando na nuvem. 

Na SAP, McDermott fazia parte de um processo de transição de uma empresa tradicional para novas soluções em nuvem. Agora, ele liderará uma organização muito menor, que já nasceu no modelo cloud. 

De acordo com estimativas, a SAP tem cerca de 100 mil funcionários, enquanto a ServiceNow conta com aproximadamente 10 mil. Já o faturamento de 2018 foi de US$ 2,6 bilhões (ServiceNow) contra € 24,7 bilhões (SAP).