Marcelo Sales, CEO e fundador da CyberLabs. Foto: divulgação.

A CyberLabs, startup brasileira de inteligência artificial (IA), anunciou a captação de R$ 28 milhões em investimentos em rodada liderada pela Redpoint eventures, gestora de venture capital com foco em empresas de tecnologia da América Latina.

Fundada em 2017 e com sede no Rio de Janeiro, a CyberLabs tem Marcelo Sales, CEO e fundador da startup, à frente da empresa. O executivo tem longa experiência na criação de companhias, com destaque para a Movile, que reúne marcas como iFood, Wavy, PlayKids, Sympla, Zoop e MovilePay. 

A CyberLabs desenvolve e implanta MLaaS e software de visão computacional, aplicativos móveis e soluções de tecnologia para empresas e agências governamentais. A empresa é criadora das plataformas InSight Now, KeyApp e do CyberLabs Training Center. 

Suas plataformas de visão computacional atuam em mais de 3 mil câmeras espalhadas pelo Brasil, com mais de 200 milhões de pessoas contabilizadas nos últimos 12 meses.

Originalmente criada para as Olimpíadas do Rio, a IA desenvolvida durante o teste piloto da startup combina tecnologias como imagem computacional e análise de machine learning de streams de vídeo ao vivo.

Segundo a empresa, ela está disponível na rede pública de segurança e já ajudou a achatar a curva de contágio do coronavírus na cidade do Rio de Janeiro, com base nos dados coletados e distribuídos por meio de reportagens.

Já o aplicativo KeyApp possui uma tecnologia de reconhecimento facial, proprietária da CyberLabs, para controle de acesso sem contato físico e reconhecimento de identidade, permitindo a abertura de portas e a liberação de catracas. 

O aplicativo também lê QR codes para realizar check-ins e check-outs em espaços privados, possibilitando, entre outras coisas, acompanhar a limpeza dos mesmos após cada uso.

“As oportunidades de aplicação de inteligência artificial no mercado brasileiro são enormes. E tive o privilégio de investir em projetos anteriores dos fundadores da CyberLabs, que são profissionais incríveis. Com essa combinação, nosso investimento foi uma decisão muito fácil”, afirma Anderson Thees, cofundador & managing partner da Redpoint eventures.

Em julho, a TIM anunciou um acordo com o CyberLabs Training Center para acelerar a otimização de alguns de seus processos internos e desenvolver novas soluções baseadas em inteligência artificial durante dois anos.

Nos próximos meses, a CyberLabs deve apresentar uma nova maneira para as empresas fornecerem acesso seguro a prédios de escritórios e espaços públicos, combinando tablets equipados com câmeras térmicas para medir a temperatura, além do KeyApp para validar a identidade dos usuários.

A longo prazo, a startup pretende digitalizar 200 milhões de brasileiros para que tenham algo equivalente a um documento de identidade digital em seus smartphones.

Fundada em 2012, a Redpoint eventures investe nas primeiras rodadas de financiamento das startups (estágios seed, early e growth), gere mais de R$ 1,2 bilhão e tem mais de 40 empresas em seu portfólio, incluindo Creditas, Gympass, Minuto Seguros, Olist, Pipefy, Rappi e Resultados Digitais.