ROBÔS

Gartner: mercado de RPA está quente

28/09/2020 07:12

Crescimento de 11,9% em 2020 e novo salto de 19,5% em 2021, prevê consultoria.

Automação robótica de processos está em alta. Foto: www.flickr.com/photos/maitreyoda/

Tamanho da fonte: -A+A

O mercado de software de automação de processos robóticos (RPA, na sigla em inglês) deve crescer de maneira acelerada nos próximos anos.

De acordo com previsões do Gartner, a receita global com projetos de RPA deve chegar a US$ 1,58 bilhão em 2020, um aumento de 11,9% em relação a 2019. 

Para o ano que vem, está previsto um salto ainda maior, de 19,5%, para um valor total de US$ 1,89 bilhão. O crescimento na casa dos dois dígitos deve continuar pelo menos até 2024, acredita o Gartner.

O mercado de RPA levou um empurrãozinho da pandemia do coronavírus, uma vez que os projetos com a tecnologia visam automatizar tarefas, reduzindo assim custos com mão de obra.

Um sistema de RPA funciona diferente de uma ferramenta de automação de workflow na medida em que o sistema "aprende" a executar a tarefa copiando os movimentos do usuário na interface gráfica.

Assim, o software pode aprender como receber um e-mail com uma fatura, copiar certos dados e depois digitar eles em um sistema.

Na Atento, por exemplo, um projeto piloto com tecnologia de RPA conseguiu reduzir o tempo médio de ocupação (TMO, um indicador importante no mercado de contact center) de cada agente em até 25%.

De acordo com o Gartner, 90% das grandes empresas terão adotado alguma automação para tarefas repetitivas por meio de software até 2022, como validação cadastral, transferência de informações em grande escala e integração de sistemas. 

Um dado interessante da pesquisa do Gartner é que o aumento geral do faturamento com RPA se dará ao mesmo tempo em que os preços médios dos projetos cairão entre 10% a 15%, devido à competição no mercado.

Até 2024, as grandes organizações triplicarão a capacidade de seus portfólios RPA existentes. 

A maior parte dos gastos “novos” virá de grandes organizações que estão adquirindo capacidade adicional de seu fornecedor original ou parceiros dentro do ecossistema, o que pode ser um fator adicional de redução de custos.

O mercado brasileiro de RPA tem chamado a atenção das grandes do setor.

Fundada em 2005 na Romênia, a UiPath é uma das empresas mais badaladas no segmento de RPA. A empresa abriu recentemente um escritório em São Paulo e em 2019 organizou seu primeiro evento no Brasil.

Empresas brasileiras de RPA, por sua vez, estão chamando atenção fora do país.

Em julho, a IBM fechou a compra da WDG Automation, uma empresa de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, especializada em RPA.

A WDG tem 84 funcionários com perfis no Linkedin e lista em seu sites clientes como Rodobens, OAB e TIM, além de parcerias com Deloitte e Accenture. É um acontecimento bastante raro uma das gigantes de TI mundiais comprar uma empresa brasileira desse porte.

Veja também

VP
Viviane Ricci assume todo comercial da Sonda

Executiva já tinha a área de governo, agora fica também com a iniciativa privada.

AUTOMAÇÃO
Sistema Fiep implanta RPA com Certsys

Solução utilizada na entidade paranaense é da americana Automation Anywhere.

RPA
E se o robô parar?

Automação robótica de processos é uma solução para reduzir custos. Mas é preciso ter um plano B.

AUTOMAÇÃO
Triad Systems faz RPA com UiPath

Empresa está atendendo 70% dos seus chamados por meio de robôs.

ROBÔS
Cemig usa RPA da Crawly

Concessionária de energia analisa informações fiscais de fornecedores automaticamente.

TRANSPORTE
RB integra ERP com cliente usando RPA

RB Distribuidora transaciona dados mais rápido com Embaré com tecnologia da BotCity.

AUTOMAÇÃO
Caixa Seguradora implanta RPA da Uipath com Atos

Instituição obteve aumento da produtividade dos investimentos superior a R$ 70 milhões.

FISCAL
GE Healthcare usa Dootax

Companhia paga impostos mais rápido e entrega a mercadoria antes para os hospitais.

EVOLUÇÃO
Fusão Cimcorp - Resource mexe no comando

Três novos VPs na Qintess, resultado da compra da Resource pelo grupo dono da Cimcorp.

BPO
Daniela Piccinato volta para Atento

Executiva assume a diretoria de qualidade, vindo da Automation Anywhere.