OFERTAS

Neogrid compra Smarket

29/03/2021 15:41

A primeira aquisição da companhia após o IPO pode chegar a R$ 17 milhões.

Marcela Graziano, fundadora e CEO da Smarket. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Neogrid, gigante brasileira de software para gestão de supply chain, anunciou a aquisição da startup Smarket, plataforma catarinense de gestão de promoções para supermercados, farmácias e redes de eletro.

Conforme publicado em fato relevante pela Neogrid, o valor da aquisição pode chegar a R$ 17 milhões — sendo R$ 8,5 milhões no fechamento da operação e outra parcela após um ano.

Fundada em 2014 em Florianópolis, a Smarket conta com 26 funcionários e mais de 60 clientes. Entre eles, estão empresas como Supermercados Imperatriz, Delta Supermercados, Supermercados Pague Menos, Farmácia Preço Popular, Profarma e Líder Atacadista. 

Em 2020, a startup cresceu 33%, fechando o ano com 68 clientes e uma receita anual recorrente de R$ 4,6 milhões.

“Além da gestão das ofertas, com o sistema de trade, mapeamos as lojas, identificando e garantindo se os produtos nas pontas de gôndola são os melhores para o negócio de cada um”, explica Marcela Graziano, fundadora e CEO da Smarket.

Com a venda, a fundadora permanece na operação como executiva e as operações da startup serão mantidas de forma independente, buscando sinergias econômicas, comerciais e integração de soluções com a Neogrid. 

“Acompanhamos o histórico da Smarket há bastante tempo e já éramos parceiros, pois a solução que oferece se enquadra perfeitamente como um complemento do nosso negócio. Esses pontos foram cruciais para a escolha por ela como a primeira aquisição após o IPO”, conta Thiago Grechi, CFO da Neogrid.

Segundo a compradora, o negócio chega para complementar o portfólio da empresa, agregando mais valor aos varejos que já são clientes e ampliando a capacidade das soluções de planejamento e reposição e de execução de loja.

“A solução da Smarket atua em um processo de muita relevância do mercado varejista brasileiro, o promocional, que impacta a cadeia de abastecimento. Mais de 40% dos produtos disponíveis para venda no varejo alimentar, por exemplo, são itens em oferta. A soma das duas empresas vai potencializar as estratégias do varejo”, explica David Abuhab, CSO da Neogrid.

Esta é a primeira aquisição da Neogrid após o IPO na B3, em dezembro de 2020, mas não deve ser a última.

A área de M&A da companhia diz estar empenhada em identificar aquisições que possam acelerar o seu crescimento, seja acrescentando novas capacidades comerciais, competitivas ou de alcance tecnológico.

“Estamos atentos a empresas nacionais e internacionais, sobretudo na América Latina, que, além da integração de produtos e incremento de capacidades, sejam compatíveis com nossa cultura”, destaca Eduardo Ragasol, CEO da Neogrid.

Há 20 anos no mercado, a Neogrid tem uma base de clientes com 150 grandes redes de varejo, 37 mil indústrias e 5 mil distribuidores.

Veja também

CHEGUEI
Zoho abre sede em Florianópolis

Indianos tem uma gama ampla de softwares e vem tateando o mercado brasileiro desde 2017.

NARRATIVAS
Ernesto Araújo coloca Huawei no holofote

Chanceler diz que foi pressionado para favorecer chineses com declarações.

LISTA
Sinqia: mais R$ 106 milhões em compras

A empresa segue consolidação no segmento financeiro, adquirindo a Simply e a FEPWeb.

CONTRATAÇÃO
Ex-Linx assume customer success da Magento

Com 15 anos de carreira, Conrado Muller também atuou em empresas como Spotify e Serasa Experian.

 

BRASIL
Vacina da Covid já está no mercado negro

Segundo revista, empresários e políticos mineiros pagaram R$ 600 por duas doses.

Entenda a relação entre marketing e vendas

Você sabia que marketing e vendas andam de mãos dadas?

AQUISIÇÃO
Serasa Experian compra BrScan

Empresa é especializada no segmento de antifraude e compliance para processos de onboarding.

VAREJO
Guerra contra fraudes digitais exige aliança entre o CFO e o CISO

Tentativas de fraudes no e-commerce no Brasil saltaram 276% em 2020.

 
NUVEM
Neogrid adota Azure com Dedalus

Projeto na gigante de software de supply chain também incluiu melhorias no uso da nuvem da AWS.