Tiago Dalvi, da Olist e Rogério Tessari, da Tiny. Foto: divulgação.

Tamanho da fonte: -A+A

A Olist, empresa paranaense de soluções de e-commerce para pequenos varejistas, acaba de anunciar a aquisição de 100% da Tiny, especializada em backoffice para lojas virtuais, e da Vnda, plataforma de varejo focada em e-commerce e soluções omnichannel.

Os valores e os termos das transações não foram revelados pela companhia.

Fundada em 2012, a Tiny tem sede em Bento Gonçalves, no Rio Grande do Sul, e atende comércios, serviços e indústrias com seu ERP.

A startup desenvolveu um sistema para realizar o cadastro de produtos, controlar estoques, gerenciar as vendas, fazer integração com marketplaces e plataformas de e-commerce, gerir as finanças e emitir notas fiscais.

Também gaúcha, baseada em Porto Alegre, a Vnda está há 10 anos no mercado e consolida as vendas físicas e digitais em uma única plataforma.

Além do know-how para servir Digitally Native Vertical Brands (DNVBs), sua plataforma atua na digitalização de operações de varejo mais tradicionais, expandindo sua atuação on-line com recursos que auxiliam na criação de "propagadores da marca", como programas de indicação, atendimento personalizado e experiência de consumo otimizada.

"Trazer Tiny e Vnda para o Olist vai ao encontro do nosso objetivo principal, que é empoderar o comércio, resolver dores relevantes de nossos clientes e fortalecer o nosso ecossistema de integrações”, afirma Tiago Dalvi, fundador e CEO da Olist.

Segundo a Olist, as aquisições são um passo estratégico e a intenção da companhia é oferecer aos varejistas a possibilidade de escolher a melhor ferramenta para o seu negócio.

“Esse movimento traz ganhos relevantes para as três companhias: fortalecemos nosso ecossistema, incorporamos times talentosos e expandimos nossa oferta de produtos ao mercado", destaca Dalvi.

As empresas adquiridas vão manter estratégias de time e produto independentes, mas passam a integrar o ecossistema da Olist com soluções complementares, ampliando o seu leque de serviços oferecidos ao mercado.

"A Vnda é uma solução que está na vanguarda do e-commerce e é reconhecida por isso. Agora, somando forças com o Olist, acreditamos que a nossa tecnologia vai evoluir ainda mais e alcançar novos negócios", projeta Dênis Osório, cofundador da Vnda.

Rogério Tessari, CEO e cofundador da Tiny, continuará à frente de toda a operação e time da empresa.

"Agora com o Olist, vamos entregar uma solução 360º para os nossos clientes, capaz de atender de ponta a ponta a operação de vendas e trazer resultados para os lojistas. Com essa movimentação, nosso sonho de ser muito maior ganhou a força que precisava para se concretizar", afirma Tessari.

Com as compras, a Olist chega a quatro aquisições nos últimos 12 meses, após ter recebido um aporte de R$ 310 milhões em rodada série D liderada pelo Softbank.

Em dezembro de 2020, comprou a startup Clickspace, especializada em soluções para marketplaces e comércio via redes sociais. No mesmo mês, a companhia anunciou a aquisição da Pax, que atua na coleta e centralização de pacotes.

Fundada em 2015, a Olist funciona como uma camada de inteligência entre os pequenos lojistas e marketplaces como Mercado Livre e B2W, permitindo que eles sejam melhor ranqueados nas buscas e compitam em condições mais justas com os grandes vendedores.

A companhia tem mais de 90 mil lojistas cadastrados em 180 países e parte deles paga um valor fixo mensal para usar a plataforma, além da empresa ficar com um take rate sobre as vendas.