NOVO NORMAL

XP: home office até o final do ano

14/05/2020 12:41

Tendência: funcionários podem seguir em casa, independente da evolução do Covid-19.

Funcionários da XP em um escritório da empresa.

Tamanho da fonte: -A+A

Os 2,7 mil funcionários da XP, uma das maiores corretoras do país, seguirão podendo trabalhar em casa até o final do ano, independente da evolução da pandemia do coronavírus.

Com o anúncio, a empresa se torna a primeira empresa no Brasil a adotar uma posição que está se tornando frequente no Vale do Silício, onde Facebook, Google e Twitter tomaram atitudes similares.

A nova forma de trabalhar também valerá para os 600 profissionais a serem contratados neste ano em diversas áreas, principalmente em tecnologia. 

A XP afirma estar estudando para tornar o modelo permanente. Guilherme Sant’Anna, sócio e responsável pela área de Gente & Gestão da XP Inc já parece projetar que o plano se torne realidade.

“Aas pessoas terão mais qualidade de vida e, acima de tudo, poderão trabalhar de onde preferirem, seja no Brasil ou no exterior. Contribuiremos com a sustentabilidade dado a redução de deslocamentos e viagens. Será transformacional em todos os aspectos”, disse.

Durante a quarentena, houve melhora dos índices de satisfação dos funcionários e dos clientes, medidos pelos indicadores ENPS (Employee Net Promoter Score) e NPS (Net Promoter Score), respectivamente.

No início da pandemia, a XP fez uma pesquisa sobre a preferência dos funcionários em frequentar o escritório. Apenas 5% disseram que querem ir ao escritório 5 dias por semana. A maioria disse que gostaria de ir apenas 3 vezes.

No futuro, a empresa estuda transformar os escritórios atuais em escritórios-conceito, que servirão de apoio para demandas específicas de treinamentos de colaboradores, dinâmicas presenciais, recepção e clientes e parceiros, entre outras. 

De acordo com Sant’Anna, a “tendência”, é que a XP não tenha mais estações de trabalho fixas, adotando o chamado “hot desking”.

A XP teve tempo para pensar no assunto coronavírus.

A empresa foi uma das primeiras do país a ter que se enfrentar com o problema, quando um funcionário voltou da Itália direto para o escritório em São Paulo no dia 27 de fevereiro.

O funcionário não apresentava sintomas, mas mesmo assim a empresa teria pedido que ele fosse para casa e fizesse o teste, que retornou como positivo no sábado, 29.

Foi um dos primeiros confirmados no país e levou a empresa a ser também uma das pioneiras a introduzir home office em função da doença.

Durante o anúncio da medida, o CEO Guilherme Benchimol disse que não prevê redução imediata do espaço físico locado pela companhia, que ocupa sete andares e meio no São Paulo Corporate Towers e mais dois andares em sua antiga sede na Avenida Faria Lima.

Mas parece óbvio que se a XP opta pelo caminho do home office, a demanda por espaço nos escritórios será reduzida. Se a moda pega, o mercado de escritórios no Brasil pode ser outro em 2021.

Veja também

CONTRAMÃO
Apple prepara volta para os escritórios

Enquanto outras empresas do Vale do Silício garantem home office, Apple decidiu pelo caminho contrário.

ATUALIZAÇÃO
Uber vai verificar se motorista está de máscara

Utilizada para confirmar identidade, ferramenta de selfie também vai reconhecer proteção facial.

CAPITAL
Gupy levanta mais R$ 40 milhões

Oria Capital aposta que companhia pode liderar o segmento de RHtechs no Brasil.

ISOLAMENTO
Brasileiros podem ser barrados na Europa

Orientação na União Europeia é liberar entradas de acordo com o índice de contágio de cada país.

QUEDA
Gartner: gasto em TI vai cair 8%

Equipamentos, software empresarial perdem. Ganha nuvem pública e plataformas de comunicação.

CRISE
Mercos corta 40% do time

Empresa de Joinville demitiu 51 profissionais. Crise vem impactando startups catarinenses.

COVID-19
Aeroporto de Brasília tem câmera que mede temperatura

Equipamento fabricado pela chinesa Hikvision é o primeiro a ser instalado no Brasil.

SAÚDE
Sapiranga monitora Covid-19 com Paipe

Empresas que retomarem as atividades deverão informar temperatura dos funcionários pelo aplicativo.

SEGURANÇA
Hackers dizem ter dados de 200 mil militares

Site TechMundo conferiu o vazamento, que contém todo tipo de dados sensíveis.

MOBILE
Banco Inter lança operadora de telefonia

Intercel venderá planos de voz e dados no SuperApp, marketplace da instituição.