Christian Klein durante sua aparição no Sapphire Now em 2019. Foto: SAP.

A SAP enfrentou problemas técnicos para transmitir o keynote do CEO da empresa, Christian Klein, na que seria a abertura da versão digital do Sapphire Now, nesta segunda-feira, 15.

A transmissão do keynote gravado não funcionou no site principal da SAP, obrigando a gigante alemã de TI colocar links para o vídeo no Twitter e Linkedin.

O número de visualizações no Twitter ficou na casa dos 5 mil, o que é pouco tendo em conta que o Sapphire Now é o maior evento da multinacional no ano. O público mostra as dificuldades em tornar atrativo uma versão online de um evento presencial, com um forte componente de networking.

Mais um exemplo do clássico ditado de que em casa de ferreiro, o espeto é de pau, a falha técnica é uma cereja no bolo de complicações da SAP nos últimos tempos.

Em outubro do ano passado, o então CEO da SAP, Bill McDermott, anunciou sua saída depois de uma década no cargo.

A decisão da empresa na época foi nomear dois CEOs: o então Chief Operation Officer Christian Klein, 39, e Jennifer Morgan, 48, que até agora liderava a área de estratégia e cloud. 

Em menos de seis meses, no entanto, Morgan foi demitida e Klein assumiu o controle total.

No mês passado, Hasso Plattner, atual presidente do conselho de administração da SAP, deu uma entrevista para o Handelsblatt, o maior jornal de economia da Alemanha, criticando abertamente parte da estratégia adotada por McDermott, principalmente no tocante a aquisições.

Segundo Plattner, o último dos cinco fundadores envolvidos diretamente na SAP, a estratégia de McDermott de manter as companhias adquiridas nos Estados Unidos com uma atuação independente gerou um conflito com a matriz alemã, além de problemas de integração tecnológica.

Plattner chegou a citar como exemplo de uma política de integração de empresas adquiridas da concorrente Oracle, o que é um requinte de crueldade.

No keynote, Klein pareceu seguir a tônica de Plattner, focando na necessidade de integração de tecnologia, com direito a uma cutucada na ServiceNow, empresa atualmente liderada por Bill McDermott, assim como na estratégia do executivo no seu tempo à frente da SAP.

"A verdadeira transformação dos negócios não acontece somente com uma solução de workflow inteligente, ou por comprar os melhores fornecedores nos diferentes mercados, levando a um panorama fragmentado de TI", disse Klein.

De acordo com o novo CEO da SAP, que é considerado discreto e com um background técnico, é necessário um "modelo integrado de negócio e estrutura de dados em todo a empresa".

Foi a deixa para Klein falar da suíte de software empresarial da SAP, destacando o aumento da facilidade de implementação da mesma.

No final das contas, o novo CEO deu um recado importante sobre a orientação estratégica da SAP para o futuro, que acabou ficando algo ofuscada pelos problemas técnicos.