CRISE

608 mil desistiram ou trancaram graduação em 2020

19/10/2020 14:13

Público do ensino superior privado é composto em mais de 90% por alunos das classes C, D e E.

Busca pelo diploma foi cancelada ou adiada. Foto: Pexels.

Tamanho da fonte: -A+A

Um estudo do Semesp, entidade que reúne mantenedoras de ensino superior no Brasil, revelou que 608 mil alunos do ensino superior privado desistiram ou trancaram a matrícula no primeiro semestre de 2020, 14,7 % a mais do que no mesmo período do ano passado.

De acordo com o site Uol, outros 565 mil ficaram inadimplentes no semestre, 29,9% a mais do que no ano anterior.

O levantamento foi realizado com 53 instituições particulares de ensino superior. A maior parte delas (67,4%) atende até 7 mil alunos, porte considerado como pequeno ou médio. 

Para a entidade, efeitos causados pela pandemia, como o crescimento do número de desempregados, redução da renda dos trabalhadores e incertezas sobre o retorno das aulas presenciais contribuíram diretamente para o aumento das taxas.

"Composto por mais de 90% de alunos das classes de renda C, D e E, o público do ensino superior privado foi o que mais sofreu com desemprego, perda de renda e suspensão ou redução de contrato de trabalho", diz o relatório divulgado junto aos dados da pesquisa.

A entidade estima que, devido aos trancamentos, desistências, não rematrículas e também a uma queda no ingresso de alunos no segundo semestre deste ano, o setor perdeu ao menos 423 mil alunos.

O atraso no pagamento das mensalidades é maior entre os alunos de cursos EAD. Nesta modalidade de ensino, a taxa de inadimplência foi de 12,5% no primeiro semestre deste ano. 

No ensino presencial, o percentual ficou em 10,9%, um aumento de cerca de 33% em relação ao observado no primeiro semestre de 2019, quando a taxa de alunos com pagamentos em atraso era de 8,2%. 

A pesquisa ainda mostra que houve uma queda de 19,8% no número de alunos novos nas instituições de ensino no segundo semestre deste ano. 

Essa taxa foi ainda maior se analisados apenas os cursos presenciais, que tiveram percentual de queda de 38,2% na quantidade de ingressantes. Nos cursos da modalidade EAD, a queda no número de ingressos foi de 13,2%.

O levantamento aponta que as taxas de rematrícula também caíram, mas em menor intensidade. No país, esse indicador ficou em 89,7%, taxa 2,6% menor que no mesmo período de 2019.

Veja também

ESPORTE
Ceará SC procura startups

Com Enzima e OutField Capital, inscrições para o programa estão abertas até 16 de novembro.

CONTRATAÇÃO
Nassif, ex-Vivo, é novo controller da DialMyApp

Executivo também atuou em posições de liderança nas operadoras GVT, Oi, Brasil Telecom e TIM.

TECH WEEK
TOTVS comemora Dia do Profissional de TI

Evento online espera reunir 10 mil participantes com 12 horas de programação gratuita em dois dias.

AQUISIÇÃO
Magazine Luiza compra ComSchool

Com plataforma de cursos, companhia quer capacitar sellers do seu marketplace. 

DEFINITIVO
TIM: call center fica em casa

Os 1,4 mil funcionários que foram para casa em março vão seguir em home office.

ELEIÇÕES
PT quer app de entregas estatal em SP

Proposta é parte do programa do candidato Jilmar Tatto à prefeitura de São Paulo.

SISTEMAS
Havan usa containers com Red Hat

Havan Labs usa tecnologia OpenShift com consultoria da Service IT.

NUVEM
Banco Digio migra para AWS com Nextios

Projeto teve início em janeiro do ano passado e está em fase final de migrações.

SAÚDE
Iara Health recebe aporte de R$ 2 milhões

Investimento na startup foi da Ness Health. Agora tecnologia começa a ser usada em Portugal.

CONTRATO
Nokia migra para a nuvem do Google

Gigante finlandesa é mais um cliente de referência para o Google.