Fernando Cirne, CEO da Locaweb.

A Locaweb comprou a Etus, dona de uma solução para gestão e marketing digital em redes sociais que atende 100 mil marcas.

Não foi aberto o valor da compra, que é a segunda da Locaweb em sete dias. Na semana passada, foi a vez da Social Miner, plataforma de engajamento para e-commerce.

“Estamos falando de um produto de assinatura, tecnicamente muito bem estabelecido, com potencial de cross-sell e com fundadores que continuarão conosco na operação. É a receita que gostamos”, explica Fernando Cirne, CEO da Locaweb.

Criada em 2015, a Etus oferece para todos os tamanhos de empresas e agências uma plataforma completa e robusta para a gestão de redes sociais e marketing digital em um mesmo ambiente. 

Nela, é possível agendar e impulsionar posts, gerenciar interações com perfis das redes, captar leads e ter relatórios completos de todas as ações e muito mais. 

Sediada em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, a Etus foi fundada por três profissionais com um background de comunicação em redes sociais.

“Perdíamos muito tempo gerenciando as redes sociais dos nossos clientes. Precisávamos de algo completo e robusto para ajudar nessa tarefa. Desenvolvemos a solução e com isso tivemos mais tempo para evoluir e escalar os nossos negócios", conta o cofundador e CEO da Etus André Patrocínio.

Essa é a segunda compra da Locaweb depois que a empresa anunciou, no início de fevereiro, a intenção de fazer diversas aquisições após a sua abertura de capital.

Na época, a companhia relatou ao Brazil Journal que tinha uma lista de compras com 107 empresas e já estava conversando com 36 delas para fechar possíveis fusões e aquisições com um total de R$ 431 milhões — cerca de R$ 4 milhões para cada empresa da lista.

Fundada no final dos anos 90 pelos primos Gilberto Mautner e Claudio Gora, a Locaweb tem 60% da sua receita vinda de hospedagem de sites, mercado no qual é líder no país com 21,6% de share, bem à frente do segundo player, a Hostgator, com 8%; e do UOL, com 6,6%.

A companhia fechou o ano passado com um faturamento de R$ 385,7 milhões, uma alta de 22,5% frente aos resultados de 2018. O lucro líquido ajustado foi de R$ 28,2 milhões, uma alta de 48,4%.

O segmento de e-commerce teve o melhor desempenho, com uma alta de 46,5% no faturamento.

No total, a Locaweb possui mais de 1,5 mil funcionários, quase 400 mil clientes e 19 mil desenvolvedores parceiros.