Tamanho da fonte: -A+A

A Google pagará US$ 500 milhões, conforme alegações do governo dos Estados Unidos, por ter permitido que farmácias online do Canadá usassem o sistema AdWords para anunciar remédios aos consumidores americanos, resultando em importação ilegal ao país.

De acordo com o Departamento de Justiça dos EUA, essa prática é ilegal por violar vários estatutos, incluindo o Ato de Substâncias Controladas, além de arriscar a segurança dos consumidores.

Entretanto, a Google estava ciente e não tentou modificar suas práticas.

Desde 2009, a gigante estava sendo investigada pelo governo americano, com foco nas publicidades.

A multa estipulada, uma das maiores dos EUA, representa a receita bruta recebida pela Google com o resultado dos anúncios das farmácias canadenses, por meio do programa Google AdWords, somada aos rendimentos obtidos por essas farmácias a partir de suas vendas aos americanos.

Em resposta ao caso, a companhia afirmou que, há algum tempo, não ofertava mais o espaço de anúncios às farmácias canadenses.

Segundo o IDGNow, como parte do acordo, a Google admitiu ter assistido de forma incorreta os anunciantes online e concordou em aderir medidas de consentimento e relatórios do Departamento de Justiça dos EUA, para garantir que não voltará a utilizar essa prática publicitária.