Baguete
InícioNotícias> Social game com lançamento multimilionário

Tamanho da fonte:-A+A

Social game com lançamento multimilionário

Guilherme Neves
// terça, 26/04/2011 17:23

A desenvolvedora de games sociais Vostu está planejando uma campanha milionária de divulgação para o lançamento do jogo MegaCity – uma variação do clássico Sim City, da Maxis, criado em 1989 – voltado para construção de cidades em sites de relacionamento.

Daniel Kafie, CEO da Vostu


Trata-se de uma aposta num mercado que deve movimentar R$ 300 milhões neste ano.

Os custos com as ações que começam em 10 de maio não foram revelados. Mas a empresa, que tem 100% dos negócios no Brasil, garante que será um “investimento multimilionário”.

Estrela de US$ 7,5 milhões
A promoção do jogo social será protagonizada pela modelo brasileira Adriana Lima.

A top tem um dos cachês mais caros da indústria da moda, segundo a revista Forbes – US$ 7,5 milhões pouco menos de um terço do cobrado por Gisele Bündchen.

Adriana protagonizará as peças publicitárias, veiculada somente na TV a cabo.

“Esta é a primeira vez que um social game conta com investimentos tão arrojados no lançamento”, garante Tahiana D’Egmont, diretora de marketing da empresa.

Construindo a MegaCity
Focado no público brasileiro – que soma 25 milhões de fãs do gênero, com perspectiva de crescimento de 50%, segundo a comScore –, o MegaCity permite criar uma cidade própria, organizar plantações e sistemas de abastecimento de lojas e visitar cidades de amigos.

Além de uma brasileira como “a cara” do game, elementos típicos do Brasil, como praias, padarias e carrocinhas de lanches foram incorporados ao jogo para aumentar o apelo.

Tudo para fincar o pé num mercado que movimentou R$ 200 milhões no ano passado e deve chegar a R$ 300 milhões de giro até dezembro de 2011.

“Sabemos que o brasileiro gosta muito de jogos com grande interação. É essa a proposta: trabalhar com desenvolvimento e administração de cidades, contando com a ajuda dos amigos”, afirma Daniel Kafie, CEO da Vostu.

Formato conhecido
Jogos similares já existem. Formado de sucesso, o avô dos simuladores de cidades Sim City teve cinco milhões de cópias vendidas nos primeiros sete anos de lançamento, e inspira títulos como MyCity e Social City, no Facebook.

Ambos acrescentam ao papel de prefeito os recursos de temas como FarmVille, em que as ações dos usuários e de amigos se combinam para premiar jogadores e evoluir no game.

Na sua maioria, os grandes hits do Facebook vêm dos laboratórios da Zynga, desenvolvedora norte-americana de social games que faturou, em 2010, US$ 850 milhões. Somente o FarmVille chegou ao pico de  89 milhões de jogadores em março 2010.

Com sede na Califórnia, a Zynga tem 72 milhões de usuários ativos em seu portfólio e foi fundada em 2007.

Zynga “brasileira”
Nascida no mesmo ano, a Vostu foi criada por três estudantes de Harvard – o hondurenho Daniel Kafie, o norte-americano Josh Kushner e o alemão Mario Scholsser. Hoje, ela assina um dos jogos mais populares entre os brasileiros, o Rede do Crime.

A Vostu tem sede em Nova York e soma 20 milhões de usuários ativos, segundo números próprios, entre seus games: Joga Craque, Mini Fazenda, Café Mania e Vostu Poker, todos para o Orkut.

Em 2010, a empresa, apelidada de “Zynga brasileira” pelo site especializado TechCrunch por sua atuação entre os usuários de Orkut no Brasil, foi avaliada em US$ 300 milhões numa rodada de investimentos que rendeu à companhia US$ 30 milhões.

Hoje são mais de 400 funcionários, em escritórios em Buenos Aires e São Paulo, além da sede.

Brasil na mira
No Brasil, a Vostu rivaliza com a Mentez, desenvolvedora do Colheita Feliz, um dos mais populares jogos das redes sociais brasileiras. Com escritórios em São Paulo, Londres, Miami, Bogotá e Medelim, o portfólio da Mentez alcança 22 milhões de usuários ativos por semana, segundo o site oficial da empresa.

Apesar de não ser o mercado em que as redes sociais têm maior alcance na América Latina – o Brasil é o 10º no ranking da comScore, com 85,3% de alcance – os brasileiros são o maior mercado online da América Latina.

São 40 milhões de usuários brasileiros, mais que o dobro do México, onde as redes sociais têm alcance de 88,8% entre 17,8 milhões de internautas, e quase quatro vezes mais que a Argentina (com 89,7%, 12,8 milhões) e Chile (91,7%, 7,3 milhões).

Segundo maior gasto médio por usuário, com 24,3 horas por mês, o Brasil só perde nesse quesito para a Argentina – onde os internautas gastam 25 horas em média, mensalmente.

Ainda assim, multiplicadas as horas pelos usuários argentinos, o total representa apenas um terço da mesma soma no Brasil. Perspectivas que deixam Kafie otimista.

“A Vostu está bastante animada com o lançamento do MegaCity. Foi um jogo pensado especialmente para os brasileiros desde sua criação”, finaliza o executivo.